fevereiro 22 2019 0Comentário

4 dicas de investimento imobiliário

A compra de um imóvel para investir é uma grande decisão, parece assustador no começo, tem suas vantagens e desvantagens como qualquer investimento. Neste artigo vamos abordar 4 dicas de investimento imobiliário que vão ser de grande ajuda para quem tem algumas duvidas sobre este assunto.

1. Investir em terrenos
2. Investir em imóveis na planta
3. Investir em imóveis para locação
4. Pense nesse investimento como algo a longo prazo


1. O lote é um bem durável, que não sofre depreciação de valor. Pelo contrário, melhorias na infraestrutura da região onde o lote está localizado, aumento dos preços do setor imobiliário e outros fatores contribuem para a valorização do espaço.

2. Por lei, todas as características do negócio ainda na planta devem ser mostradas ao cliente, inclusive as negativas. Isto é feito através do contrato de promessa de compra e venda que você assinará. Fique por dentro de tudo que esta sendo feito e tenha um contato direto com engenheiros da planta. Assim você saberá perfeitamente no que esta investindo desde o começo.

4 dicas de investimento imobiliário

3.O imóvel adquirido hoje por um valor, daqui uns 5 anos valerá mais ou menos umas 3x mais dependendo do seu investimento e cuidados com o imóvel ao longo dos anos. Sendo assim o valor de locação do seu imóvel a cada ano será renovado.

4. É muito difícil ter bons rendimentos em qualquer investimento em curto prazo. No caso de imóveis esta verdade é mais evidente, já que a valorização dos imóveis não ocorre do dia para noite, mas demanda certo tempo para perceber lucros. Uma boa dica de investimento a longo prazo é comprar imóveis novos onde o preço tende a ser mais baixo e a perspectiva de lucro pode ser melhor. Neste caso estão os imóveis que são vendidos na planta, como casas e apartamentos.

Gostou do artigo? fique por dentro de novos artigos sobre investimentos e novos empreendimentos.

A Reatec Engenharia tem os melhores e mais modernos empreendimentos para você investir no mercado imobiliário, confira!

reatecengenhar

Escreva seu comentário ou resposta